Sinais de impotência em homens jovens nem sempre são claros. Os sintomas da doença costumam ser diagnosticados erroneamente quanto a distúrbios funcionais normais associados a humor, abuso de álcool ou cansaço físico.

Para estar realmente alarmado, trata-se de tal dinâmica na mudança dos sintomas:

As ereções cada vez mais fortes desaparecem de manhã e à noite;

A ejaculação durante a relação sexual ocorre rapidamente e é principalmente prematura;

A tensão do pênis no processo de atrito na vagina diminui gradualmente, às vezes desaparece completamente sem atingir a ejaculação;

Uma ereção é levantada antes da intimidade, mas não é suficiente gastar a relação sexual total;

Chega a hora em que a instalação é impossível mesmo com um forte desejo;

A atração sexual pelo sexo oposto desaparece completamente.

Todos esses sinais de impotência nos homens podem indicar a ocorrência de disfunção erétil. Por si só, em suas manifestações individuais, ainda não é impotência. Estabelecer esta patologia pode:

Hiperatividade episódica no sexo;

Vida sexual imprópria;

Mudanças de Idade na Sexualidade.

O fascínio excessivo pelo sexo leva à resistência ao sistema nervoso central, bem como aos testículos, próstata e nervos penianos. A excitação sexual torna-se impossível no nível de visibilidade externa do parceiro, bem como na tentativa de contato íntimo direto. O período de relaxamento depende da gravidade dos custos de energia incorridos. Complicações orgânicas são raras.

A vida sexual imprópria traz mais problemas, especialmente se a abstinência se torna muito longa e leva à reestruturação de prioridades sexuais, como a auto-suficiência sobre a masturbação. Personagens sexuais reais ao longo do tempo param para excitar sua imaginação. Isso reduz o potencial masculino e o interesse pelas mulheres em geral.

Mudanças de idade na sexualidade começam por quarenta anos. Estes são causados ​​pelo envelhecimento das células de todo o organismo, reduzindo suas capacidades funcionais, incluindo a esfera hormonal responsável pela atividade sexual.

Com anos, até mesmo um efeito negativo maior sobre a sexualidade tem a habitual superação física.

Com base apenas nessas características, a extensão da disfunção sexual não pode ser estimada. Mudanças indesejadas na libido aqui são de natureza funcional e, como regra, desaparecem. A impotência real é confirmada apenas por falhas prolongadas de ereção, que já se tornaram um sistema. Esta é uma prova do desenvolvimento da patologia.